Fale com o COETUS
contato@coetus.com.br

Um Coworking para Advogados?

A pandemia acelerou muitos processos relacionados ao trabalho que vinham, ainda, engatinhando. Ela nos mostrou o que de fato precisamos, e o que certamente não precisamos, para exercer nosso trabalho de forma produtiva e eficiente. Percebemos que o velho modelo dos escritórios de advocacia apresenta excessos que não são mais necessários e que a nada mais prestam do que encarecer a prestação dos serviços, e reduzir a margem de lucro.

Se, por um lado, faz-se necessário um espaço para nos concentrar, já que escrever uma petição pode se mostrar tarefa hercúlea quando seu cachorro não para de latir, por outro vemos que não é necessário estar presente, fisicamente, na sala dos estagiários para que eles escrevam melhor. Se precisamos de uma internet de alta velocidade que não fique caindo a cada mudança de humor do clima, podemos nós mesmos levar a xícara suja até a pia da cozinha. Se conversar com a tia do café pode acalentar o espírito, a possibilidade de estar em contato com advogados diferentes pode dar insights, e clientes, que transformam o trabalho.

O vírus nos mostrou, também, o quanto atividades tradicionais, como a advocacia, dependem, e vão depender cada vez mais, do uso de tecnologia de ponta. É bem verdade que qualquer editor de texto permite a minutagem de um contrato, mas nada como um repetidor de petições para nos livrar do trabalho monótono, e desnecessário, que é escrever todo dia, para 4 clientes diferentes, a mesma coisa. Podemos, muito bem, controlar nossos prazos usando o push dos processos eletrônicos e uma tabela do Excel, mas, um sistema que te avisa quando novos processos são distribuídos em seu nome e que, automaticamente, já deixa marcado no seu celular os prazos que você tem que se preocupar a respeito daquela ação, impedindo que você se perca no tempo, ou deixe de entregar alguma coisa. Podemos sair pedindo indicação de correspondentes para os amigos, ou procurar no google, mas por que não ter a facilidade de um MarketPlace onde procurar por um correspondente ou, até mesmo, oferecer nossos serviços para outros advogados?

Não é porque usamos terno e gravata, ou tayer e saia, que temos que ficar estacionados no século passado e não tirar proveito das vantagens da modernidade. Um espaço de coworking regular pode sim ser um ambiente inóspito para o desenvolvimento da advocacia, afinal de contas, quem consegue ler a jurisprudência que acabou de sair enquanto uma pessoa, do seu lado, fica discutindo qual tamanho deve ter a sala de jantar que esta sendo projetada ou, pior ainda, que cliente se sente a vontade de contar que foi traído pela esposa, e por isso quer o divórcio, enquanto divide a mesa com um contador, um engenheiro e uma artista plástica?

Por outro lado, não seria fantástico participar de uma comunidade vibrante de advogados antenados com o que existe de mais moderno de legal e lawtechs? Ser um advogado trabalhista e ter, na sala ao lado, um advogado previdenciário para se associar? Ter uma sala de reunião com todos os equipamentos necessários para fazer uma conferência a distância, sem que o rosto dos interlocutores seja reduzido à pixels disformes na tela? Ter acesso a palestras sobre o que há de mais atual na advocacia, sem precisar pagar uma fortuna? Juntar-se com mais 4 advogadas para contratar uma professora de inglês e derrubar os custos? Ter seus sapatos engraxados sem precisar sair do escritório? 

Não são apenas os advogados autônomos que podem colher os frutos desse modelo de trabalho. Escritórios de advocacia já estabelecidos podem tanto ampliar sua área de atuação, abrindo uma nova filial em outra cidade, como podem expandir na mesma comarca, e ter acesso a tecnologia que até então nem imaginavam existir, por preços muito inferiores do que se tivessem que alugar um novo imóvel e/ou instituir um novo sistema dentro do escritório.

Seria ótimo se uma estrutura dessas ficasse próxima ao Tribunal de Justiça, à JUCERJ, a Câmara dos Vereadores, a OAB, ao MP, a Justiça Federal e ao metro, não é mesmo?

Você é meu convidado para conhecer o Coetus

Bruno Henrique Santiago | CEO COETUS

Author avatar
Coworking COETUS
https://coetus.com.br/
Nós utilizamos Cookies para melhorar sua experiência.