Nessa pandemia essa pergunta acelerou sua resposta em, pelo menos, uns 10 anos. O que antes tinha ares de “regalia”, já que funcionava em caráter exclusivista para um grupo seleto de trabalhadores, passou a ser necessidade. A exceção passou a ser regra e a ideia do “anywhereoffice” passou a ser fundamental.

O trabalho remoto não se resume ao Home Office (que abordamos nessa publicação).  A ideia é que, com o auxilio da tecnologia, e acesso à internet de qualidade, se possa trabalhar de qualquer lugar: da praia, da montanha, de um local próximo da sua casa ou do seu local de trabalho – para um advogado: um espaço próximo ao fórum, por exemplo.

Isso significa que não necessariamente você precisa estar no mesmo espaço físico que seu gestor, subordinados ou pares. A ideia é que as pessoas tenham a flexibilidade de projetar seus dias para que a vida profissional e a pessoal coexistam pacificamente. 

A qualidade de vida e o espaço onde se trabalha são fundamentais para a produtividade, estar centrado, ter uma internet constante, uma cadeira confortável e um espaço para se concentrar, sem ser interrompido, são cabais para o desenvolvimento do trabalho com maestria. Por outro lado, crises como a que enfrentamos agora nos mostram que, cada vez mais, precisamos pensar em modelos “enxutos” e digitais.

Por modelos enxutos, pensamos naqueles onde a operação com o menor gasto possível, utilizando-se de “aprendizagem validada” – através das métricas -, busca atingir a máxima satisfação do cliente. No livro Eric Ries – A Startup Enxuta é o movimento que ele chama de construir, medir e aprender – discuto isso em mais detalhes outro dia. Transformando em concreto, por que gastar com grandes imóveis, em lugares caros da cidade, reformas, manutenção da limpeza, segurança, tanto das pessoas quanto dos dados, material de escritório, secretariado, conta de luz ..? Despender horas por dia em deslocamento dos seus funcionários, ou associados, e ter todos amarrados a um lugar quando, por valores muito menores, as pessoas podem trabalhar do lado de suas casas, ou do lado do local onde precisam, ou querem, estar, ganhando liberdade, sem esquecer das responsabilidades, economizando dinheiro e o bem mais precioso, e poderoso, que nós temos: TEMPO.

Qualquer um fica inebriado com a ideia de estar comprando tempo, ora que é produto escasso e de valor incalculável. Trabalhar perto de casa, ou perto de onde se precisa estar, acaba comprando este item em duas frentes: a. Você reduz o tempo consumido com deslocamentos e b. Você não precisa despender energia na logística para entregar o trabalho – e nem vamos entrar no quesito da satisfação pessoal.

Digamos que você tem uma audiência às 14h00min – desconsidere o, recorrente, atraso -, na comarca da Capital, no Centro do Rio de Janeiro, e que seu escritório fica na Barra da Tijuca. Suponhamos que, por acúmulo de trabalho, você queira dar uma revisada no processo no escritório antes de encontrar-se com o seu cliente para os últimos esclarecimentos, algumas horas antes do ato processual. Além de contar com, pelo menos, 50 minutos para o deslocamento de um ponto ao outro, você terá de se encontrar com o seu cliente naquelas cadeiras do tribunal de justiça, não é muito confortável, nem tão pouco privado. Outra opção seria fazer o seu cliente deslocar-se até a Barra para te encontrar, ou você se deslocar até o trabalho do seu cliente. Está sentindo o tempo escorrer por entre seus dedos? Pois é.

Outra questão que se levanta é o da aglomeração. Os cientistas preveem que o Covid-19 ficará circulando por muito tempo, o que nos faz pensar que teremos de adotar medidas, tanto de higiene, quanto para evitar grande concentração de pessoas. Pensando na segurança da sua equipe, e nas demais pessoas já que essa medida interrompe a linha de contágio, a solução é reduzir a quantidade de pessoas no escritório, e as que tem que pegar transporte público, permitindo que, as mais adaptadas, trabalhem remotamente: seja do “home office”, seja da biblioteca ou do café ao lado da sua casa. 

Tecnologia é para que você possa ter todos os processos ao alcance do seu laptop. Sem muitos esforços, sem grandes gastos – esse, aliás, vai ser um assunto que tratarei exaustivamente neste blog, tecnologia aplicada ao direito.

Muito se tem dito sobre o momento que vivemos e uma das ideias mais repetidas é que devemos esperar. Esperar a retomada da economia, esperar a retomada das atividades, esperar a retomada da vida. Todavia, me permito acreditar no inverso. Por que esperar? Temos uma vida acontecendo AGORA. Não deixe o mar te engolir. Continue trabalhando, estudando e, mais do que nunca, se preparando. A semente que for plantada agora dirá sobre o futuro, a semeadura é livre, mas a colheita obrigatória. Vamos juntos! Venha conhecer nossa visão de trabalho e transformar sua vida, ou pelo menos mudar a lente que você usa pra enxerga-la, venha para o Coetus

Bruno Henrique Santiago | CEO COETUS